Mesa de conversação brasileira no dia 02/03/2012 às 19h00 em Augsburgo no Restaurante "Kervansaray"

Brasilianischer Video-Abend am Freitag, 02.03.2012 um 19:00 Uhr in Augsburg in der Gaststätte Kervansaray

Filme: Lula, o Filho do Brasil

Brasil-Deutschland Quando/Datum: 2 de março
02.03.2011
Hora/Uhrzeit: 19:00

Endereço/Adresse:
Gaststätte Kervansaray (im Saal/na sala)
Seilerstr. 5
86153 Augsburg

Augsburger Verkehrsverbund (AVV)

Die Haltestelle Gärtnerstraße der Straßenbahn 6 ist etwa 70 Meter entfernt.
bahn.de - Anreiseformular

Flug | Hotel | Mietwagen

Abfahrtzeiten Richtung Königsplatz und Hauptbahnhof: 21:49 - 22:04 - 22:19 - 22:34 - 22:49 - 23:04 - 23:19 - 23:34 - 23:49

Abfahrtzeiten Richtung Hochzoll und Friedberg:
21:52 - 22:07 - 22:22 - 22:37 - 22:52 - 23:07 - 23:22 - 23:37 - 23:52 - 00:07

Exibir mapa ampliado
Ein gemütliches Beisammensein von Brasilianerinnen, Brasilianern, Deutschen und Freunden der portugiesischen Sprache. Normalerweise findet dieser Stammtisch immer am ersten Freitag im Monat statt.
Wir zeigen "Lula, o Filho do Brasil", ein brasilianischer Film mit brasilianischen Untertiteln.

Uma reunião de brasileiros, alemães e amigos da língua portuguesa - falar português ou alemão - fazer amizades brasileiras - matar saudades do Brasil - quer saber das últimas novidades do Brasil. Este evento mensal acontece quase sempre na primeira sexta-feira de mês. (Ingresso grátis - É cobrado apenas o que você consumir.) Mais informações sobre o filme: Lula, o Filho do Brasil.

Wir beginnen mit dem Film um 20:00. Der Film dauert etwas mehr als 2 Stunden. Der Film wird mit kurzen Pausen vorgeführt.

Hat jemand einen Beamer für diesen Abend? hans@brasilien.ath.cx



Sim/Zusagen:
  1. Hans  orkut homepage
  2. Annerose
  3. Irene
  4. Fernando 
  5. Edda 
  6. Jose 
  7. Wera Vou fazer todo o possivel para estar presente esta sexta-feira. Ate la!
  8. Gerd  orkut
  9. Martin 
  10. Rodolfo 
  11. Sabine 
  12. Roland orkut
  13. Josef orkut
  14. Sabine
  15. Winfried
  16. David
  17. Robbi
  18. Werner
  19. Verena
  20. Ramon

Talvez/Vielleicht:
  1. Letícia  orkut
  2. Martin 
  3. Rafaella 
  4. Leda 
  5. Diethard

Não/Absagen:
Alle Termine und einige Fotos hier
Anmeldung: Bitte meldet euch unter hans@brasilien.ath.cx zum Stammtisch an. Parkmöglichkeiten gibt es z.B. in der City-Galerie, auch die Straßenbahn 6 ist nur 70 Meter entfernt.
Participação: Por favor, envie e-mail para hans@brasilien.ath.cx

Ihr könnt euch auch hier über dieses Formular anmelden. Die Liste wird nicht sofort aktualisiert! Ihr bekommt auf jeden Fall eine Bestätigung per E-Mail über die erfolgreiche Anmeldung.

deine E-Mail-Adresse:
o seu nome/dein Name:
Anzahl Personen insgesamt:
Namen auf dieser Seite anzeigen:
Recado - Bemerkung:



Wir sind kein Verein, kein Club, keine Firma, nur ein Stammtisch (ohne Sparschwein für Spenden, oder so etwas) und jeder kann kommen, der etwas mit Brasilien oder der portugiesischen Sprache zu tun hat, oder gerne mal wieder portugiesisch spricht, egal, ob er aus Brasilien, Portugal, Angola, Äquatorialguinea, Kap Verde, Osttimor, Guinea-Bissau, Mosambik, São Tomé mit Príncipe, oder aus irgendeinem anderem Land der Welt kommt. Auch wer Brasilien noch nicht kennt und mal besuchen möchte, und sich mal informieren möchte, ist gerne willkommen. Um besser planen zu können würde ich mich über eine schriftliche Anmeldung per E-Mail an hans@brasilien.ath.cx oder über die Anmeldung über den oben genannten Link oder facebook freuen. Wer diese Mal nicht kommen kann, der kann mir eine Absage schicken und wird bestimmt beim nächsten Mal eingeladen.

Dies ist unser 35. Stammtisch. Der erste Stammtisch fand am 13. Mai 2009 auf Anregung von David und Edda in der VHS Augsburg, mit Hilfe von Emília Rosa de Andrade Lausch (Portugiesisch-Lehrerin an dieser Schule) statt.


Legendas brasileiras
Momento
Leganda
00:04:11
Pra dentro, lobo!
Vai!
00:04:33
Força.
Força, força pra baixo...
00:05:12
Olhe, tu vai te chamar luis lnácio.
00:05:17
Viste?!
00:05:27
Eita, eita que mãinha é forte,
mulher forte...
00:05:34
Vambora sentar aqui,
vambora descansar, bora.
00:05:41
Tu tá pesado, hein?
Tu tá pesado, hein, cabra?!
00:07:26
Oh, mãe, o Ziza falou...
00:07:29
que o pai e o Jaime
cairam no mundo.
00:07:32
O que é cair no mundo?
00:07:34
É sair por ai.
00:07:36
E é ruim cair no mundo?
00:07:40
Sei não, luis, sei não.
00:07:44
lobo, lobo!
00:07:47
lobo!
00:07:50
''Dona lindu manda avisar...
00:07:57
que sua filha...
00:08:00
Sebas...
00:08:03
Sebastiana completa hoje...
00:08:09
1 ano de vida...
00:08:12
do seu compadre...
00:08:15
Tosinho.''
00:08:19
Filho, tu leu isso direito,
hein, Jaime?
00:08:25
Quando tu foi pegar Jaime...
00:08:29
tu se deitou com lindu, homem?
00:08:35
Bora, Jaime, escreve pra lindu.
00:08:39
Anda, Jaime, escreve pra tua mãe.
00:08:47
lsso aqui não é nada do
que as pessoas falam.
00:08:52
Trabalha muito e ganha pouco.
00:08:56
Bora, Jaime!
00:08:59
Tudo que nós tem tá ai.
Não vende nada.
00:09:08
''Vende tudo que é nosso...
00:09:15
e vem...
00:09:17
com os meninos tudo para cá.''
00:09:23
''Fica com os meninos tudo ai.
00:09:26
Não arrede pé de nossas terras.''
00:09:28
''Vem para cá com os meninos...
00:09:35
ven...
00:09:36
vende a casa, o ter-re-no...
00:09:43
as cabras e os santos da sala.''
00:09:51
''Cuida dos meninos.''
00:09:53
''A-ris-ti-des.''
00:09:57
''Aristides.''
00:10:16
Vamos, gente!
Caminhão da felicidade...
00:10:18
levando todo mundo pra São Paulo,
Rio de Janeiro...
00:10:21
olha ai, quem tem
passagem para os...
00:10:29
Olha, esse daqui,
esse daqui é da terra.
00:10:33
E esse daqui é justamente
as coisas, os bodes, a criação...
00:10:38
Não se aperreia...
00:10:41
as passagens tá tudo descontado ai.
00:10:45
Vai em paz, vai em paz.
00:10:49
Tu fique ai, visse, eu não gosto
de despedida, não. Fique ai.
00:10:53
Vamos lá, gente!
00:10:54
Quem comprou passagem pro Rio
e pra São Paulo...
00:10:57
pula logo no caminhão.
Vamos embora.
00:10:59
-Ziza, pegue isso.
-lsso tudo é seu, é?
00:11:00
-É. Pode não?
-Pode. Vamos s'embora. Subindo.
00:11:05
Sobe, sobe.
Vamos lá.
00:11:11
A trouxa, bota aqui.
00:11:16
Vai, minha filha, vai, Marinete.
00:11:19
Não tem espaço, não.
00:11:21
Cale a boca,
se ajeite ai do jeito que dá!
00:11:23
A viagem nem começou,
e tu já tá reclamando.
00:11:26
Mãe, a gente tá caindo no mundo,
não tá?
00:11:29
Tá, sim.
Se segura ai, segura firme.
00:11:35
Bora!
00:11:43
E o lobo?
Não vai o lobo?
00:13:14
Mãe?
00:13:44
Deus me livre.
00:13:57
Acordou, meu filho?
00:13:59
Vou lhe dar um pedacinho
de rapadura.
00:15:56
Olha o pau de arara ai, gente!
00:16:48
Eu tô muito feliz de estar
aqui com o senhor.
00:16:53
Bom dia.
00:16:56
Mas que felicidade escutar isso,
meu filho!
00:16:59
Vambora. Vamos, luis!
00:17:01
Bora, minha gente. Pega as coisas,
vamos s'embora...
00:17:05
ainda falta é muito!
Vamos s'embora.
00:17:07
Bora! levanta.
luis, levanta!
00:17:11
Mãe!
00:17:14
Jaime!
00:17:16
Vixe... mas tu espichou!
00:17:33
Mãe, quem é esse ai?
00:17:36
É teu pai, luis.
Esse é teu pai.
00:17:59
Quem é essa?
Sebastiana, lindu?
00:18:01
É, é. Tiana, essa.
00:18:17
Sebastiana.
00:18:22
Cadê meu lobo?
00:18:24
Meu cachorro,
que fizeram de meu cachorro?
00:18:56
Pode deixar que eu cuido
da minha mãe.
00:19:06
De noite eu volto.
00:19:16
Vambora, minha gente,
pega as coisas.
00:19:47
Bora, Jaime!
00:19:54
Bora, Jaime!
00:20:09
Menino!
00:20:11
Vai ter rebuliço aqui
se teu pai te vir de uniforme.
00:20:13
Vai pra escola, vai! lsso aqui não
é pra vocês, não! Vai, menino!
00:20:29
Essa caixa aqui os meninos vão levar.
00:20:32
Essa outra aqui...
00:20:35
o senhor mande pra
aquele endereço novo.
00:20:39
Agradecido.
00:20:47
ô, peste.
00:21:15
Vai, vai!
00:21:27
Por aqui!
00:21:32
Olha a laranja, laranja!
Olha a laranja!
00:21:37
laranja fresquinha.
00:21:39
Quer uma laranja?
Olha a laranja!
00:21:42
Oh, senhora, essa é a laranja
mais doce do mundo!
00:21:45
Guardei especialmente pra senhora.
00:21:48
Ai, que gracinha!
00:21:52
-Obrigada.
-De nada.
00:21:53
Olha a laranja, laranja, laranja!
00:22:07
Obrigado, volte sempre.
00:22:21
Ei, menino, vem jogar com a gente,
cê não quer?
00:22:24
Vem.
00:22:26
Olhe! Olhe seu pai.
Olhe pra mim!
00:22:29
Jogá bola, nada!
Vai trabalhar!
00:22:34
Vamos. Vai, vai!
00:22:37
Vá! Vá! Vá, moleque do demônio!
Vá!
00:22:43
Não! Não, não!
Aristides, não faça isso, não!
00:22:46
Vou lhe pegar, venha cá.
00:22:48
-Não, não, não.
-Obedeça seu pai!
00:22:50
Aristides, não faz isso, não!
00:22:52
-Vá com a sua mãe!
-Não faz isso com o menino!
00:22:58
Cadê minha cachaça,
cadê a minha cana?
00:23:02
Tá bem? Vem aqui.
00:23:18
Não chore!
00:23:19
Não tá chorando, não.
00:23:21
Tem que brincar, não,
tem que trabalhar.
00:23:55
Mateus...
00:23:58
Maria Fernanda...
00:24:04
O que é isso, luis?
00:24:05
É uma menina. Começou a viagem com
a gente lá no Norte, mas não terminou.
00:24:10
Do que ela morreu?
00:24:12
De tristeza, acho.
00:24:16
Vocês conversaram?
00:24:18
Só com os olhos.
00:24:20
E o que foi que vocês disseram?
00:24:22
Eu queria dizer pra ela
pra não ficar triste.
00:24:25
Porque era ruim sair de lá,
mas era melhor chegar aqui.
00:24:28
Mas não deu tempo.
00:24:31
Professora, cadê meu boletim?
00:24:36
Onde é que você mora?
00:24:38
90 de português,
80 de matemática...
00:24:42
e 80 também de geografia.
00:24:44
E, mas, mas isso é...
é bom sinal, é?
00:24:51
É bom, sim, dona lindu.
Obrigada.
00:24:53
A nota máxima é 1 00.
00:24:55
Pronto. Que bom que é bom,
então, né?
00:25:00
Dona lindu, eu fiz questão de vir
aqui pessoalmente trazer o boletim...
00:25:04
porque... eu queria
dizer pra senhora...
00:25:09
que o seu filho é um menino
muito inteligente.
00:25:13
É... eu sei mesmo
o que a senhora tá falando.
00:25:18
Eu queria poder colaborar
para garantir o futuro dele.
00:25:23
Minha intenção...
00:25:28
Bem, eu podia ficar com ele...
00:25:30
se a senhora quisesse,
se a senhora deixasse...
00:25:33
eu sei que eu posso dar
uma boa educação pra ele.
00:25:38
Mas a senhora tá dizendo...
É, ficar com ele, assim, de que jeito?
00:25:43
Eu posso adotar de papel passado.
É só uma questão de...
00:25:46
Olhe, dona...
00:25:47
eu tô muito satisfeita com a educação
que a senhora tá dando...
00:25:49
pro meu filho lá na sua escola.
00:25:51
Eu agradeço de coração
os elogios, porque...
00:25:54
é sinal que ele... ele tá
aproveitando a chance, né?
00:25:58
É uma alegria pra mim, mas é...
00:26:04
eu mesma que crio os meus filhos.
00:26:07
Eu só quero fazer
dele alguém na vida.
00:26:10
Oxe, mas ele já não é alguém?
É luis, meu filho.
00:26:13
A senhora vai impedir o seu filho
de ter uma vida melhor?
00:26:16
Não, de jeito nenhum.
00:26:19
luis vai estudar,
vai ter uma profissão.
00:26:23
ô, dona, a senhora não fica
aperreada assim, não...
00:26:27
que aqui é tudo couro duro, ih!
00:26:30
Pobreza mesmo a gente
viu foi lá no Norte, viu?
00:26:32
-Bando de desgraçado!
-Ah, não!
00:26:35
Venha cá, que eu lhe mato,
eu lhe mato!
00:26:38
Seu demônio!
Eu lhe mato!
00:26:40
Venha cá, desgraçado!
Eu lhe mato! Cão do demônio!
00:26:45
Eu lhe pego, desgraçado!
00:26:47
Aristides, não faz isso
com os meninos!
00:26:49
Quero ver o macho que vai ter
coragem de ir pra escola agora!
00:26:54
Que é que tu tá fazendo com eles?
00:26:55
Dei um corretivo, filho meu não tem
que estudar, tem que trabalhar!
00:26:59
Fui eu que mandei os meninos pra
escola, Aristides, pelo amor de Deus!
00:27:02
Você mandou os meninos
pra escola?
00:27:03
-Então eu lhe mato também!
-Tu me respeita!
00:27:05
Não bate na mãe!
Não bate na minha mãe!
00:27:07
-Tu me respeita!
-Não bate na mãe, por quê?
00:27:11
Porque homem não bate em mulher!
00:27:44
Machucou?
00:27:47
Vá.
00:28:07
lindu!
00:28:11
lindu! Desgraçada!
00:28:17
lindu!
00:28:23
lindu! Desgraçada, volta, mulher!
00:28:29
Não me deixa sozinho, não!
00:29:06
Vamos, vamos!
00:29:09
Toca, lambari! Toca!
00:29:15
Vai, lula! Vai, vai!
00:29:17
Gol!!
00:29:20
Vamos voltar, vai, vai...
Vamos mais uma, hein?
00:29:25
Vai, vai, vamos pra cima deles,
que eles estão com medo, vamos lá!
00:29:29
A gente podia ter feito bem mais
do que ficar satisfeito com pouco...
00:29:31
se dá pra fazer melhor do que isso.
00:29:34
Com certeza.
00:29:35
-Ó sua irmã ai.
-Oi, lurdes!
00:29:36
-Nossa, como cês tão fedido!
-É!
00:29:38
Não, para!
00:29:41
-Passa lá em casa mais tarde.
-Pode deixar.
00:29:45
Cês querem ajuda?
00:29:46
Não, pode deixar.
A mãe tá em casa?
00:29:49
Não sei.
00:29:56
Ainda vou ter um macacão desse.
00:30:06
lula! lula!
Você deixou cair!
00:30:12
Re-gi-nal-do Sou-za.
00:30:15
lh, esse dai é brabo que é o cão!
00:30:17
-Também, é roupa boa, né?
-É um terno.
00:30:20
Ah, meu pai tem um.
00:30:22
Não, mas esse custa caro.
Foi mandado fazer.
00:30:30
Você me salvou, lurdes.
00:30:34
Obrigado.
00:30:42
Só cuidado pra
não deixar cair de novo!
00:30:50
licença.
00:30:52
lxe, que o patrão desse rapaz meteu ele
na máquina de lavar e de passar, hein?
00:30:57
lambari tá ai?
É que nós vamos no cinema.
00:30:59
No cinema? lambari tá lá dentro se
arrumando, parece até que vai casar!
00:31:03
-Dá licença.
-Vai lá.
00:31:09
Vai casar, lambari?
00:31:10
Que casar o quê?
Cê demorou, hein, lula?
00:31:13
Desse jeito, vamos perder a sessão.
00:31:15
Não sou eu que tô engraxando
o cabelo, né?
00:31:17
-Tá muito engordurado?
-Claro que tá, não tá, lurdes?
00:31:21
Passa um pente nisso
e tira um pouco.
00:31:24
lambari, teu pai deixou?
00:31:27
Tá ai na cama. Minha mãe falou
que ele não precisa saber, não.
00:31:31
Frescaiada...
00:31:33
É, mas, se não tiver paletó,
o porteiro não vai deixar entrar.
00:31:39
Um dia eu vou no cinema com vocês.
00:31:42
Vamos, sim.
00:31:45
lambari, só um paletó pra nós dois?
00:31:50
É, né?
00:31:54
lula!
00:32:59
luis, acorda!
00:33:03
Bora, luis, acorda, menino!
00:33:06
Vai ficá ai?
Vai morrer ai afogado?
00:33:08
Toma, segura, segura.
Ai, meu Jesus!
00:33:12
Olha ai, menino, cê não tá vendo?
00:33:15
Vamos embora!
Embora lá...
00:33:19
Vamos salvar o que dá.
Vai dar tudo certo. Me ajuda aqui.
00:33:23
Vai pegando o que der!
Vai salvando as coisas!
00:33:27
-Eu te ajudo.
-Vou perder tudo!
00:33:29
Mãe, a senhora tá bem, mãe?
00:33:33
O meu ferro! Cadê o meu ferro?
Vocês voltam pra cima!
00:33:36
-O ferro tá lá em cima.
-O que é que eu faço?
00:33:38
Vem, lula, vem, lula!
00:33:40
Ai, meu Deus!
O macacão!
00:33:44
O macacão...
Ai, meu Deus!
00:33:52
Mãe, a senhora tá bem?
00:33:54
Tá tudo bem, mas é pra ficar ai!
Deixa as meninas ai!
00:33:57
Não pode pegar essa água, não,
isso aqui tá tudo cheio de doença!
00:35:05
licença, a prova de torneiro
mecânico é quando?
00:35:10
É amanhã, 1 4 horas.
00:35:13
Desejam fazer a inscrição?
00:35:16
Aqui, ó.
00:35:20
Esse é o torno, minha gente.
00:35:22
Essa máquina opera
fazendo girar a peça...
00:35:25
presa nesse cabeçote aqui, que
nós chamamos de placa universal.
00:35:31
Nesse estágio, vocês vão passar
por todas as máquinas da linha...
00:35:36
não importa quem seja ajustador,
prensista, torneiro...
00:35:40
vocês vão ter que conhecer a peça...
00:35:42
desde a fundição até
a fase de acabamento...
00:35:46
passando pela máquina mandriladora,
pela fresa, pelo torno...
00:35:51
por todas as máquinas da linha de
produção que vocês tenham que...
00:36:15
Tira a mão dai, menino!
00:36:24
Que é que cê tá fazendo?
00:36:26
-Pensei que era...
-Óleo!
00:36:30
Se você não souber que é óleo,
melhor voltar pra casa.
00:36:39
Que é que você quer com isso?
00:37:11
Vou fazer uma laranjada pra tu.
00:37:50
O SENAl tem o orgulho de convidar...
00:37:52
luis lnácio da Silva,
formando da turma de 1 961 ...
00:37:58
para receber o seu certificado.
00:39:14
Gente, o Sr. Egidio mandou avisar que
vocês estão todos dispensados.
00:39:18
Tem muito piquete por ai,
e o patrão mandou fechar a fábrica.
00:39:21
Vocês estão em greve, podem pegar
suas coisas e voltar pra casa.
00:39:28
Não sabia que eu tava de greve, não.
É obrigado a ficar em greve, é?
00:39:32
É melhor ir embora, pra não
se meter em confusão. Bora.
00:39:42
Nesta sexta-feira...
00:39:43
a nação brasileira foi
novamente sacudida...
00:39:45
por manifestações de
descontentamento grevista.
00:39:49
lnspirados por doutrinas
de esquerda...
00:39:52
trabalhadores e populares sairam
ás ruas, transformando São Paulo...
00:39:55
num verdadeiro espetáculo
de vandalismo.
00:39:59
Apesar de seu plano trienal
reunindo reforma agrária...
00:40:03
fiscal, educacional,
bancária e eleitoral...
00:40:06
o presidente João Goulart encontra...
00:40:08
ainda muita resistência politica...
00:40:10
em vários setores de
nossa população.
00:40:18
Ziza, Ziza, olha teu irmão ali!
00:40:21
lula, lula!
00:40:24
lula, sobe ai!
00:40:29
Que é? Tá metido nesse
negócio de piquete?
00:40:30
Não, não, tô só vendo o movimento.
Quer vim comigo?
00:40:41
Segura ai.
Segura ai.
00:40:47
Olha lá! Olha lá o povo,
olha o trabalhador lá!
00:40:50
O povo unido jamais será vencido!
00:40:53
O povo unido jamais será vencido!
00:40:56
Fecha o portão!
00:40:58
O movimento, companheiro!
00:41:56
Mataram um dos nossos
companheiros!
00:42:03
Assassino! Joga!
00:43:07
Espera! Espera ai, lula!
00:43:16
Espera, espera, lula!
00:43:20
Você tá confundido as coisas.
lula.
00:43:21
Confundido o que, Ziza? Aquele
não é o pessoal do teu partido?
00:43:26
Sim... sim... alguns eram...
mas nem todos.
00:43:29
É não é por causa de
umas besteiras que...
00:43:30
o movimento vai
perder importância politica!
00:43:32
Eu vi que politica era aquela,
o pessoal tava lá pra quebrar tudo!
00:43:38
Porra, não é você que vive dizendo
que o negócio é diálogo?
00:43:40
Porra, vocês ouviram alguém?
00:43:42
Você não tem ideia da exploração
que esses burgueses filhos da...
00:43:46
Exploração o que, Ziza?
00:43:50
Porra, aquele desgraçado
tava melhor que nós?
00:43:54
Precisava ter jogado ele lá de cima?
00:43:59
Merda, merda!
00:44:19
Que cara é essa?
00:44:21
Que cara é essa?!
00:44:25
Aqueles 2 desgraçados estrebuchando
no chão não me saem da cabeça.
00:44:28
lsso é coisa pra ficar
se pensando agora, porra?
00:44:32
lula, olha a força de São Bernardo!
00:44:36
Essa é a força de São Bernardo,
meu querido...
00:44:40
é disso que tô falando, entendeu?
00:44:44
Se for pra tomar tudo agora também,
daqui a pouco não adianta nada, hein?
00:44:48
É pra beber ou pra mostrar?
00:44:50
-Claro que é pra se mostrar!
-Pois então?
00:44:53
Pois é. Acontece que
só tenho dinheiro pra uma.
00:44:59
Sociedade, hein?
Esse ai é meu e seu.
00:45:03
Puta cara chato, você, hein?
00:45:06
Não é pra mostrar? Eu tô mostrando
o maço, tô mostrando o maço.
00:45:09
Ah, tá mostrando?
00:45:11
Deve ser por isso então que a
mulherada não para de olhá pra cá.
00:45:17
Sabe que é...
00:45:19
É que você tá com cara de quem
acabou de descer dum pau de arara...
00:45:22
essa é que é a verdade.
00:45:24
É por isso que elas não olham.
00:45:27
E você?
Com essa camisinha listrada...
00:45:30
tá se achando o galã da...
da Vila Carioca!
00:45:39
É, pois então, oh, presta atenção...
00:45:42
observa assim, aprende com o papai
como é que se chega numa mulher.
00:45:46
Vá, vá, vai observando.
Vai observando.
00:45:50
Oi. Estão desacompanhadas?
00:45:54
Sabe o que que é?
É que eu e meu amigo, ali...
00:45:57
A gente tá sozinho,
e ele é um pouco timido...
00:46:01
Eu gostaria de saber se vocês...
00:46:23
Galã da Vila Carioca...
00:46:28
Aquela mulher é
muito grande pra você...
00:46:30
Quem é muito grande?
00:46:32
Você não tem condição,
a mulher é desse tamanho...
00:46:35
E teve uma hora que você enfiou
a cabeça nos peitos da mulher...
00:46:40
lh, ó o cachorro, o filho da puta
vai acordar a vizinhança...
00:47:04
Primeiro, a obrigação;
depois, a distração.
00:47:09
Olhe, luis...
00:47:12
se for no contrário,
tua vida não vai longe, não.
00:47:22
Vá dormir, vá...
00:47:24
-Boa noite, mãe.
-Boa noite.
00:47:33
Mais um informe em
caráter extraordinário.
00:47:39
Hoje, neste 9 de abril de 1 964...
00:47:43
o recém-empossado
presidente Castelo Branco...
00:47:45
acaba de assinar
um ato institucional...
00:47:48
garantindo ao governo brasileiro
amplos poderes...
00:47:50
para modificar a nossa Constituição...
00:47:53
cassar mandatos legislativos...
00:47:55
suspender direitos politicos...
00:47:57
aposentar compulsoriamente
cidadãos que atentem...
00:48:00
contra a segurança do pais...
00:48:02
entre outras providências
que julgar necessárias.
00:48:23
A coisa tá preta.
00:48:27
Vambora dormir, luis.
00:48:28
Não, eu prometi
1 1 8 peças pro alemão da manhã.
00:48:32
Tá louco...
Prometer um negócio desse?
00:48:36
Eu tô indo.
00:48:45
lula!
00:48:47
lula... que foi?
00:48:49
Que aconteceu?
00:48:52
luis, luis...
00:49:00
É o que, meu filho?
É o que na mão?
00:49:34
Varridos pela onda de
demissões em massa...
00:49:37
os trabalhadores do ABC
amargam em média...
00:49:40
de dois a três meses
de desemprego por ano.
00:49:45
Atenção, pessoal!
Não tem vaga pra função nenhuma.
00:49:49
Todas as vagas estão ocupadas,
não tem vaga disponivel.
00:49:54
Tá tudo cheio, acabou.
00:50:30
-Oi, mãe.
-Oi, filho.
00:50:32
Toma. Toma, filho.
00:50:40
Bora comer, minha gente, bora.
00:50:45
Meu filho, o pior já passou.
00:50:48
Agora tu levanta essa cabeça,
olha pra frente e teima.
00:50:52
É só teimar.
00:51:14
Seja bem-vindo.
00:51:23
Dá licença... e obrigado.
E quando... quando começa?
00:51:27
Começa segunda.
00:51:58
Como a lurdes tá linda!
00:52:06
Eu não consigo parar
de olhar pra ela.
00:52:11
lsso nunca me aconteceu antes,
não sei o que me deu!
00:52:15
Não sabe, eu vou te dizer:
chama paixão!
00:52:18
-Não é nada disso...
-Amor! É claro que é!
00:52:20
Eu tô vendo os coraçõezinhos
brilhando aqui em volta...
00:52:22
Ah, não dá pra falar com você.
00:52:24
Eu vejo a lurdes todo dia,
nunca senti nada.
00:52:28
Pra cima de mim, não. Oh! Guarda
essa pra minha mãe. Quer saber?
00:52:32
Vira esse troço logo de uma vez...
00:52:34
vai lá falar com ela, vai, vai,
que as coisas entram no eixo.
00:52:36
Vai, vira isso dai, vai, vai.
Toma coragem, rapaz...
00:52:41
Tu conhece a lurdes desde
pequenininha, vai, vai logo.
00:52:47
Oh, só tem uma coisa, hein?
Faz a minha irmã feliz, baiano!
00:53:14
Eu tô com uma tremedeira danada...
00:53:17
Eu também...
00:53:20
Mas a minha não foi ontem,
nem anteontem, sabia?
00:53:24
No que vi você hoje,
entrando ali...
00:53:27
chegando aqui no bailinho,
eu... comecei a suar...
00:53:31
Verdade?
00:53:34
Não. Mentira.
00:53:37
Olha, faz um tempo que
tô de olho em você...
00:53:42
Mas eu é que tô de olho em você!
00:53:44
-Não, eu que tô de olho em você.
-Não, sou eu...
00:53:47
Não, sou eu que tô...
00:53:57
Quer dançar?
00:54:30
Vai mudar alguma coisa
entre a gente, lurdes?
00:54:41
Só a parte boa.
00:54:44
Vai melhorar.
00:54:52
Mas que susto, eu fiquei
com um medo desgraçado!
00:54:55
Medo por que, amor?
00:54:57
Sei lá, cê tá toda diferente,
com o cabelo todo esquisito...
00:55:01
É peruca, bobo.
00:55:08
lnforma o ''Jornal Nacional'',
em edição extraordinária...
00:55:10
Ai, muito chato,
não dá nem pra ver novela mais!
00:55:14
Vou esquentar a janta.
00:55:17
Já tava tudo na mão deles,
o que é que eles querem mais?
00:55:23
Vou lá ajudar sua mãe.
00:55:25
...o Ato lnstitucional nº 5, através
do qual o governo brasileiro...
00:55:27
coloca o Congresso Nacional
em recesso...
00:55:31
Geraldão, até eu já desisti de tentar
levar lula pro sindicato, Geraldão.
00:55:35
Fala pra ele o que você me diz...
00:55:36
-Nada...
-O quê?
00:55:38
É que eu disse que eu acho
muito melhor ver novela...
00:55:41
do que perder tempo
com essa bobajada.
00:55:43
Novela, Geraldão!
Novela, Geraldão...
00:55:45
Cê gosta é de novela, é?
E cê acredita mesmo nisso?
00:55:49
Olha, Geraldão, tô bem empregado,
porra, sabe?
00:55:51
Eu tenho uns planos ai com a lurdes,
e eu não quero me meter em confusão.
00:55:55
Cê bem sabe que uma hora a gente
tá por cima e noutra, por baixo.
00:55:59
Que é isso?
Tá me agourando, é?
00:56:00
Não é isso, já te falei,
não tem nada que ver com isso.
00:56:05
Bom, olha só, não custa nada
você ir até lá e dar uma olhadinha.
00:56:10
Não vai te arrancar pedaço.
00:56:14
Cês só enchem isso daqui
pra falar de colônia de férias.
00:56:19
Quando o assunto é salário,
o esforço que cês faz não é o mesmo.
00:56:24
Mas é assim mesmo, companheiro.
00:56:26
É uma coisa de cada vez...
00:56:28
a gente tem que recuperar a confiança
da classe trabalhadora no sindicato.
00:56:33
Tem que trazer a classe trabalhadora
de novo pra cá.
00:56:38
Não sabia que era assim, não.
00:56:43
lsso aqui até parece
discussão de futebol.
00:56:45
Mas não é assim, na correria,
no afobo, não...
00:56:48
Não, não sei, não, hein?
00:56:50
Ah, vai! Você vai ficar
insistindo com eles...
00:56:52
sendo que eles vão virar
as costas pra você...
00:56:53
E esse ai sabe jogar, hein?
00:56:55
-É o presidente.
-...vai ficar puto com eles.
00:56:57
Cê vai enfrentar eles, vai de
peito aberto lá, contra tanque?
00:57:02
Tem jeito mesmo.
00:57:04
Pode ser feio, mas a gente tem
agora que se retrair um pouco.
00:57:09
É importante. É importante
a gente se retrair um pouco.
00:57:12
A gente se retrair não é sinal de
covardia, não, é sinal de coragem.
00:57:17
A gente precisa perseverar,
companheiro, pra continuar vivo...
00:57:21
marcar posição.
Senão...
00:57:24
Na chapa dele, tem lugar pra você.
00:57:27
A gente precisa perseverar...
00:57:31
É ou não é?
00:57:41
O pessoal enche a boca pra
falar de trabalhador e tudo, mas...
00:57:44
esse circo todo aqui
dá em alguma coisa...
00:57:47
ou fica só nessa pelada de várzea?
00:57:50
Depende da gana de quem joga.
00:57:52
Na verdade, trabalhador que
nem a gente, operário mesmo...
00:57:55
nenhum desses ai foi.
Tudo nascido e criado em escritório.
00:58:03
Então, pra que é que eu vou
me meter num jogo desses?
00:58:05
É justamente o que tá faltando...
00:58:08
alguém diferente.
Que pense diferente.
00:58:21
Mas por que é que não chama o Ziza?
00:58:22
O Ziza não dá pra chamar
porque o Ziza é comunista...
00:58:25
entendeu?
Se a gente chama o Ziza...
00:58:27
as autoridades, os patrões vão ficar
de olho assim em cima da gente.
00:58:31
Mas e a formação dele?
Ele tem formação, não conta?
00:58:33
Formação aqui pra gente é deformação.
00:58:36
ldeologia não presta,
é coisa pra bitolado.
00:58:39
Tá, sei.
00:58:41
lula, cê vem pro sindicato comigo
ou não vem?
00:58:45
Eu não sei...
00:58:46
Vamos lá, lula.
00:58:50
Vem, rapaz, vem, aêêê!
00:58:53
Assim que eu gosto!
00:58:56
Sangue novo aqui.
00:59:19
Quê?
00:59:36
Se eu tivesse uma casinha dessa,
cê casava comigo?
00:59:41
Cê não tá bom do juizo, né?
00:59:44
Cê acabou de falar do sindicato,
agora tá falando de casamento...
00:59:48
Sindicato é muito perigoso
pra quem quer ter familia, viu?
00:59:51
Vem cá, vem cá!
01:00:05
Escuta, esse lugarzinho aqui...
01:00:08
eu comprei com o dinheiro
que sobrou da indenização.
01:00:11
O senhor não brinque comigo,
seu luis!
01:00:14
lurdes, você tem alguma dúvida
que a gente nasceu um pro outro?
01:00:18
Não.
01:00:20
Quer casar comigo?
01:00:24
Se cuida, lula, se você morrer,
eu te mato!
01:00:26
Quer casar comigo?
01:00:58
Oh, vou joga o buquê!
01:01:01
lurdes, lurdes, minha filha!
Olhe...
01:01:04
É... tenha paciência no casamento,
visse? Tu sabe, né?
01:01:09
Rapadura é doce,
mas não é mole, não, hein?
01:01:11
Eu sei, dona lindu,
pode deixar, que eu vou cuidar...
01:01:13
direitinho do seu filho, viu?
01:01:15
Vá... jogue... jogue... jogue...
01:01:18
Ó, vou jogar, hein?
01:01:45
lu, quantos botões
tem esse vestido?
01:01:50
Uns cinquenta, acho.
01:01:53
49... 48...
01:02:55
Sem marcar hora é fogo, viu?
01:02:58
É que eu pensei que ele ficasse aqui
pra tratar com a gente.
01:03:00
Não, o Cláudio fica,
mas ele é uma pessoa...
01:03:02
com muitas atribuições, reuniões...
01:03:04
Olha, faz o seguinte,
diz pro Cláudio...
01:03:06
que essas são umas ideias
que eu deixei aqui...
01:03:08
que eu peguei junto com o pessoal
que está na caixa, tá?
01:03:10
Desculpe, eu não sabia que
era problema de indenização.
01:03:13
Ó, você vai ver,
o Cláudio vai te ajudar, tá?
01:03:15
Quero nada dele, não.
01:03:17
Diz que o lula deixou isso aqui, tá?
São só umas ideias, nada de mais...
01:03:20
Vai, vai, Feitosa,
você pode muito bem resolver isso!
01:03:22
Ah, o que é isso!
01:03:24
Bem que me falaram que você
não passava de um pelego!
01:03:25
-Pelego?
-Pelego!
01:03:27
Então fala pra todo mundo que você
quer tirar o pelego daqui do sindicato.
01:03:29
Fala, fala, pra todo mundo!
01:03:31
Ah, tu acha que aqui é o teu quintal,
né, Feitosa?
01:03:33
Quintal, não, isso aqui é minha casa,
entendeu? É minha casa!
01:03:36
E você tem que ter mais respeito
com isso aqui.
01:03:38
-É?
-É.
01:03:39
Você não vai trazer teu aparelho
aqui pra dentro, não!
01:03:41
-Ah, não vou?
-Não.
01:03:42
E com quem tu vai fazer
chapa aqui, hein?
01:03:43
-Com quem?
-Com quem?
01:03:45
Cê quer saber com quem
eu vou fazer chapa?
01:03:46
Quero!
01:03:48
Ó, o lula aqui, ó! O lula!
Sangue novo, tá comigo.
01:03:52
-Esse dai?
-É, e ai?
01:03:53
É isso que tu tem pra oferecer?
01:03:55
Ué, cê tem coisa melhor pra oferecer?
01:03:57
-Esquece, Feitosa, esquece, tá?
-Então tá bom, pode ir embora!
01:03:59
Vai, vai embora, vai,
seu chato do caralho, invejoso!
01:04:02
Tá 2 meses me devendo aqui.
01:04:04
Não paga o sindicato há 2 meses.
Tudo bem, lula? Como é que tá?
01:04:07
Oi.
01:04:09
O que é que foi?
01:04:11
É que eu fiquei pensando
que a gente podia aproveitar...
01:04:13
e criar assim uma diretoria que
explicasse pro pessoal melhor...
01:04:17
essa coisa do Fundo de Garantia,
sabe? Os beneficios...
01:04:21
Tá, uma diretoria de beneficios,
é isso?
01:04:24
lsso!
01:04:25
Puta, isso vai dar um trabalho...
01:04:27
É, mas eu já anotei tudo, pesquisei.
01:04:28
É? Ah, então toca isso, você...
01:04:31
...pode tocar.
-Posso?
01:04:32
Adivinhe com quem eu vou jantar
hoje. Com o governador!
01:04:34
Os trabalhadores estão unidos, lula,
vamos lá!
01:04:37
-É isso ai.
-Então eu vou armar isso aqui, tá?
01:04:39
É, vai.
01:04:48
Que horas são, hein?
01:04:49
-Hein?
-Que horas são?
01:04:52
Não são nem 1 0 horas ainda, amor.
01:04:55
Cê anda chegando muito tarde.
Quero só ver o que é que seu filho...
01:04:59
vai achar do pai metido com
essas coisas de sindicato.
01:05:01
Tudo besteira.
01:05:02
Todo mundo sabe que só tô
nesse negócio de chapa só pra...
01:05:08
O que foi que você disse?
01:05:25
Esse aqui vai ser corinthiano!
01:05:35
Bom dia.
Uma média, por favor.
01:05:39
90 milhões em ação
Pra frente, Brasil
01:05:43
do meu coração
01:05:46
Todos juntos vamos, pra frente, Brasil
Salve a seleção
01:05:53
De repente é aquela corrente
pra frente
01:05:58
Vamos ganhar!
01:06:23
lu? Amor, vem.
01:06:27
Vem descansar.
01:06:47
O médico não mandou fazer
uns exames?
01:06:50
Fica calmo.
01:06:52
Disse que é normal mesmo
essa fraqueza, da gravidez.
01:06:55
Mas é que eu me preocupo
com você, sabe?
01:06:57
Eu sei, eu sei.
01:07:03
Vou me deitar.
01:07:05
Tá.
01:07:07
Deixa que eu te ajudo.
01:07:12
Opa! Que foi?
01:07:15
Escuta!
01:07:16
Quer esperar um minutinho,
por favor?
01:07:21
Olhe, mas a minha mulher tá sofrendo.
Vocês não tão vendo...
01:07:23
...minha mulher aqui, ó?
-lsso são as contrações do parto...
01:07:25
se acalme, por favor.
01:07:27
Vamos sentar ali, vem.
01:07:30
Senta.
01:07:42
Já vão atender a gente, tá?
01:07:51
Doutor, olhe minha mulher,
ela não tá bem!
01:07:54
O senhor vai ser pai, só isso.
01:07:55
Não é só isso, doutor,
olha pra ela, ela tá pálida!
01:07:57
Escuta aqui, quem é o médico aqui?
Sou eu ou você?
01:08:00
Sua mulher vai pro centro cirúrgico,
fica tranquilo.
01:08:02
Amanhã você faz o seguinte,
você passa direto no terceiro andar.
01:08:04
Não, não, eu vou ficar aqui com ela.
01:08:06
Não, você não vai ficar aqui com ela.
Ela vai ser internada.
01:08:08
Vai pra casa, volta amanhã e aproveita
e traz as roupas do bebê.
01:08:10
Não, pelo amor de Deus,
deixa a gente ficar junto.
01:08:14
luis... luis, eu tô morrendo...
01:08:17
Não tá. Não tá, amor,
as coisas vão melhorar, viu?
01:08:20
Eu só vou em casa, viu? Vou buscar
as roupas do bebê e já volto.
01:08:23
Já volto, amor, eu já volto.
01:08:25
Deixa a gente trabalhar!
Por favor, por favor! Fica tranquilo.
01:08:32
luis!
01:09:06
Sr. luis lnácio da Silva?
01:09:11
O senhor precisa ser forte pra
ouvir o que eu vou lhe dizer.
01:09:16
Seu filho nasceu morto.
01:09:19
Vai precisar ser mais forte ainda...
01:09:22
porque sua mulher também morreu.
01:09:27
Meu filho!
01:09:29
Oh, meu filho!
01:11:14
luis?
Oh, luis, vambora comer.
01:11:30
-E o baile, foi bom?
-Eu não fui, mãe.
01:11:33
Oxe, meu filho...
01:11:36
Eu não tô com vontade de dançar.
01:11:38
Mas saisse pra ver teus amigos.
01:11:44
Tá bom, tá bom.
01:11:58
Mãe, eu não tô bom da cabeça.
01:12:01
Eu sei, meu filho, eu sei...
01:12:06
Ai, eu encontrei isso aqui
no bolso da tua calça.
01:12:09
Tiana disse que isso aqui
é de sindicato.
01:12:13
É, deve ser o folheto da campanha.
01:12:15
-Mas tu tá metido com isso, luis?
-Mas isso não é segredo pra ninguém.
01:12:20
Ah, mas também não é falado, hein?
01:12:22
Olhe, luis, isso é perigoso!
01:12:27
Olha, mãe,
eu tô saindo candidato a diretor.
01:12:31
Vixe, mas agora que foi, hein?
01:12:35
Eu preciso ocupar a cabeça.
01:12:38
Senão vou ficar maluco.
01:12:43
Tá certo.
01:12:45
Mas tu não cuida só da cabeça, não,
tu cuida desse aqui também, visse?
01:13:30
Foi tudo tão rápido, né, Lurdes?
01:13:38
Era menino, sabia?
01:14:01
Adeus, meu amor.
01:14:20
Chapa 1 , ai, companheiro...
01:14:23
a chapa do campeão...
a chapa da situação ai, companheiro...
01:14:26
é melhor na nossa mão...
01:14:28
na mão de operário, do que
na mão de trapaceiro, porra!
01:14:31
A chapa do campeão, companheiro.
01:14:33
Aqui, ó, a chapa do campeão...
01:14:36
Cuidado, hein?
01:14:38
larga mão de ser paranoico, Ziza,
pelo amor de Deus...
01:14:41
Tu sabe que o pessoal da tua chapa
é tudo chegado aos milicos.
01:14:43
-Que é que eu tenho a ver com isso?
-Porra, lula, abre os olhos!
01:14:46
Não torra, Ziza!
01:14:49
Esse sindicato agora
é minha familia também.
01:14:53
O primeiro voto contempla a chapa 1 .
01:14:58
Vitória, vitória, vitória...
01:15:06
Ai, companheiro!
Tudo bom? Tudo bem?
01:15:12
Fala, presidente...
01:15:14
-E pro Feitosa, nada?
-Tudo!
01:15:17
E mais um mandato!
01:15:20
Fala, presidente...
01:15:21
Tô vendo que só tem
brameiro aqui, hein!?
01:15:25
E ai, nós viemos aqui pra beber
ou pra conversar?!
01:15:30
Gente, dia 1 2, ás 8 da noite, viu?
01:15:32
lá no sindicato.
01:15:34
Companheiro que não participa é
sempre o último a ficar sabendo...
01:15:37
é ou não é, hein, companheiro?
01:15:39
Vamos lá, decidindo junto,
pra não reclamar depois...
01:15:41
Hein, companheiro?
Tá lá, vai.
01:15:43
ô, Geraldão, porra, depois o pessoal
reclama que ninguém participa.
01:15:48
Mas também, olha isso aqui, porra,
que é que tá escrito aqui?
01:15:53
Nada que diga alguma coisa
pro peão!
01:15:55
Ah, lula, exagero seu, hein?
01:15:57
Porra, a gente vive reclamando
que ninguém participa...
01:15:58
das reuniões, vai participar como?
01:16:01
Ninguém fica sabendo de nada...
ou não é, Feitosa?
01:16:03
Não, não é... e o peão tá
acostumado a ler os boletins.
01:16:06
Mas ai é que tá o problema.
O cara tá acostumado, porra.
01:16:09
E você quer o quê?
Você quer que eu faça um boletim...
01:16:11
com história em quadrinho?
01:16:14
Se preferir, a gente pode fazer
de mulher pelada também...
01:16:19
Não tem graça nenhuma, não!
01:16:22
lsso aqui é um sindicato de familia.
A dona Margareth tá presente.
01:16:25
lsso aqui não dá!
01:16:27
Vai com calma, vai com calma...
01:16:42
O senhor... pode desligar o rádio?
01:16:46
Desculpe, eu não entendi
o que você falou.
01:16:48
Dá pra desligar o rádio, por favor?
01:16:56
Obrigado.
01:16:59
De nada.
01:17:03
Foi mulher?
01:17:07
É, eu não erro...
01:17:10
Tá com cara de que
foi mulher mesmo...
01:17:15
Foi, sim.
Mulher e filho.
01:17:20
Eu perdi os dois.
01:17:24
Deus meu.
01:17:34
Não tem nem um ano que
eu perdi meu filho.
01:17:37
Foi assassinado aqui nesse táxi.
01:17:41
levaram uns trocados e a vida dele.
01:17:49
Meu neto...
não tem nem um ano de vida.
01:17:54
Ficou só o menino e a mãe.
01:17:59
A gente ajuda, né?
01:18:01
Mas tudo é bobagem perto...
perto do fato dele não ter um pai.
01:18:07
É ou não é?
01:18:12
É verdade.
01:18:19
Olha eles ai...
01:18:22
Essa ai é a Marisa, a minha nora...
01:18:27
cuida dele sozinha...
01:18:33
é uma mulher forte,
tem sangue italiano, sabe?
01:18:41
Mas eles ainda podem ser felizes,
viu, seu...?
01:18:44
É Álvaro, Álvaro, a seu dispor...
01:18:48
Eles vão ser felizes, sim...
01:18:52
eles merecem.
01:18:54
Como é mesmo a sua graça?
01:18:56
É luis lnácio,
mas o senhor pode me chama de lula.
01:19:01
lula.
01:19:23
-lula.
-Ziza...
01:19:27
Mas que é que foi, que cara é essa?
01:19:29
-O bicho tá pegando!
-O que é que aconteceu?
01:19:31
Prenderam dois colegas de partido
lá em Santo André.
01:19:34
-Tá a maior pressão!
-Deixa disso, Ziza!
01:19:36
Porra, deixa disso,
vocês não entenderam ainda...
01:19:38
que não adianta peitar os milicos.
01:19:40
Pô, contra o Exército brasileiro,
em meia dúzia!
01:19:45
Se os trabalhadores tivessem
o minimo de consciência...
01:19:47
lá vem você reclamar
dos outros de novo, né?
01:19:49
Que chance que tem esse bando
de fodido de ter consciência?
01:19:53
Eles mal conseguem sobreviver!
01:19:56
A gente tá precisando de apoio.
01:19:58
-E você é liderança no sindicato.
-liderança o quê?
01:20:02
Uns desconfiam de mim porque
acham que eu sou comunista.
01:20:04
Outros me acham muito colado
no Feitosa. liderança...
01:20:08
Tu não virou pau-mandado
dele mesmo, lula?
01:20:15
Tá. Desculpa, desculpa, desculpa...
01:20:18
-Tudo bem...
-Ficou puto comigo?
01:20:22
Não, não é nada disso.
01:20:26
Acho até que você tem razão.
01:20:31
-Um momento, um momento!
-Um momento coisa nenhuma!
01:20:35
Feitosa?
01:20:37
Minha diretoria!
01:20:39
Diretoria coisa nenhuma, Feitosa!
01:20:41
Que história é essa de
me desmentir no boletim?
01:20:43
Pode ir, Margareth, pode ir. Tá?
01:20:47
-Tá bonita, não tá?
-Bonita coisa nenhuma!
01:20:50
Pois eu vou lá e digo que a fábrica
está errada e você diz que não!
01:20:52
limpa a barra dos caras, porra!
01:20:53
Pois eles precisam cumprir o que
combinaram na contratação dos peões!
01:20:56
Você sabe o que eles pensaram,
pensaram que a gente...
01:20:58
ia entrar em greve, veja só!
01:20:59
E se precisar entrar, Feitosa?
Se precisar entrar!?
01:21:01
Você tá louco, rapaz,
a gente tá numa ditadura militar!
01:21:04
Se entrar em greve, eles botam
um rato dentro de uma garrafa...
01:21:06
...e sentam você em cima!
-larga mão de ser cagão, Feitosa!
01:21:08
-Olha como você fala comigo, hein?!
-Olha coisa nenhuma! Porra...
01:21:11
Tá de bunda-mole! A gente passa
por cima deles, Feitosa!
01:21:13
O que é? Você é caminhão agora,
pra passar por cima de alguém?
01:21:14
Tem muito mais, viu?
Não tem, não, Geraldão?
01:21:16
Tem, sim, você é da
Metalúrgica União, porra!
01:21:18
Como se vocês não soubessem disso...
01:21:20
Sim, mas acontece que a União,
Cláudio, tá indo pra Mauá.
01:21:24
-Eu já dei um jeito nisso.
-Como é que é?
01:21:27
Como assim, deu um jeito?
01:21:29
Eles não vão cancelar meu registro.
01:21:33
-Como é que é?
-Eles não vão nem me demitir...
01:21:34
nem me mudar de endereço, entendeu?
01:21:36
Perai, eu não tô entendendo nada!
01:21:38
Eles vão me esquecer aqui, entendeu?
01:21:39
-Mas é contra a lei, Feitosa, porra!
-Ah, puta que o pariu!
01:21:42
Contra a lei? Brasil, lula!
Tamo no Brasil! Meu pupilo!
01:21:46
Pupilo, nada!
Escuta...
01:21:48
...escuta aqui, Feitosa!
-Calma, gente, calma!
01:21:50
Alguém precisa começar a fazer
diferente aqui. A situação é assim...
01:21:53
você fica até o fim do seu mandato,
depois, depois se manda!
01:21:58
Na próxima, é o lula que sai
como presidente do sindicato.
01:22:02
-lsso é uma ameaça, é?
-Não não é uma ameaça.
01:22:04
Porra, Feitosa, o que foi que você
me disse quando me convidou?
01:22:06
Que eu queria sangue novo aqui.
01:22:08
Pois então. Agora a gente,
sangue novo, é que vai mandar aqui.
01:22:13
E, se você não quer que
as coisas piorem, fica como tá...
01:22:18
e saiba sair de fininho.
01:22:21
Bora.
01:22:23
Olha só! Você só sai candidato aqui
com meu apoio, entendeu?
01:22:26
Com meu apoio!
01:22:28
Pode sentar, Margareth,
não é com você, não.
01:22:31
O patrão não pode cortar a
assistência médica assim, não.
01:22:35
-A empresa alega que tem esse direito.
-Olha, o que acontece é o seguinte:
01:22:38
nós já estamos acionando o nosso
departamento juridico. Não, sim...
01:22:42
porque uma empresa
com esse porte...
01:22:44
e com a qualidade que sempre
ofereceu pro trabalhador...
01:22:47
não pode assim, do dia pra noite...
01:22:49
transferir a responsabilidade
pro Estado, não.
01:22:52
Os operários podem usar
outros recursos?
01:22:53
Podem e devem tentar tudo
o que estiver á disposição...
01:22:56
pra conquistar os seus direitos.
01:22:58
Essa é a posição do sindicato?
Claro que sim.
01:23:02
-Com licença, desculpa.
-Obrigado.
01:23:12
Pode deixar que eu atendo.
01:23:15
A senhora pode me dar o RG,
por favor?
01:23:21
-Nossa! Mas você é viúva mesmo?
-É o que tá escrito ai, né?
01:23:27
Tão nova! Mas, meu Deus do céu,
como é que isso aconteceu?
01:23:32
Mataram meu marido no táxi dele.
01:23:40
Desculpa, mas eu tô com
um pouquinho de pressa.
01:23:43
Ah, sim, claro.
01:23:46
Não, nossa, mas não é possivel.
01:23:50
Olha, é que vai demorar um pouco.
01:23:53
Essa mudança que teve no lNPS,
não é?
01:23:56
Não, porque o carimbo,
o carimbo é o endosso da entidade...
01:23:59
no caso desse sindicato,
no qual eu sou o primeiro secretário.
01:24:05
Mas confia em mim,
eu vou resolver o seu caso.
01:24:19
Carimbado, pronto!
01:24:23
Obrigada.
01:24:25
Escuta, você não
quer tomar um café?
01:24:29
Não, eu ainda vou jantar.
01:24:30
Ótimo, eu tô com uma fome danada.
Janta comigo?
01:24:34
Não.
01:24:37
Sabe, eu tô impressionado.
01:24:40
Você é muito jovem,
tem uma vida inteira pela frente.
01:24:45
Obrigada.
01:24:48
Aonde você mora?
01:24:49
Eu?
01:24:52
Eu moro... ali perto
do Eldorado, sabe?
01:24:58
-Mas eu moro com a minha mãe.
-Eu também moro com a minha mãe.
01:25:08
Você é nora do seu Álvaro, não é?
01:25:12
Perdeu o marido bestamente...
01:25:16
cria o filho sozinha?
01:25:20
Você é o lula?
01:25:25
Desculpa, é que eu
não consigo acreditar.
01:25:29
A gente ficou viúvo praticamente
ao mesmo tempo, sabe?
01:25:34
Meu filho...
01:25:38
se estivesse vivo...
01:25:41
teria a idade do seu filho.
01:25:45
A gente mora com a mãe...
01:25:48
É coincidência demais, não?
01:25:52
Me dá seu telefone?
01:25:57
Marisa leticia.
01:26:04
-Boa noite.
-Boa noite.
01:26:07
A senhora deve ser a mãe da Marisa,
a dona...
01:26:11
-Dona lais.
-Dona lais, isso.
01:26:13
Muito prazer.
Eu sou o lula.
01:26:15
lula?
01:26:16
-Eu sou o namorado da Marisa.
-Namorado?
01:26:20
A senhora podia chamar ela,
por favor?
01:26:22
É que a gente tá um pouco atrasado.
01:26:27
Muito obrigado.
01:26:34
Boa noite.
01:26:38
Quer falar com quem?
01:26:40
Eu sou amigo da Marisa.
01:26:42
E quer o que com ela
uma hora dessas?
01:26:45
-Nós vamos ao baile.
-lh, rapaz, e ela não te avisou, não?
01:26:48
Eu posso saber o que foi que
eu não avisei pro Beto?
01:26:51
Que você vai sair
com o seu namorado.
01:26:53
-Não disse que ele falou namorado?
-Sim, eu disse.
01:27:00
Perai, o que vocês
estão olhando pra mim?
01:27:02
Marisa, o baile já deve ter começado!
01:27:04
Mas então, Beto, vá de uma vez,
antes que acabe, rapaz.
01:27:07
Boa sorte, viu?
Muito prazer.
01:27:13
Agora pode ir, viu?
Mas vai pelo lado da sombra.
01:27:19
-Mulherada complicada, hein?
-Perai, Beto!
01:27:22
Você viu o que você fez?
01:27:30
Me desculpa.
Não, desculpa mesmo, mas é que...
01:27:33
é até dificil de dizer que... sabe,
não é todo dia que a gente...
01:27:38
todo dia...
01:27:40
aliás, é uma vez ou duas na vida
que a gente encontra alguém.
01:27:45
E eu fiquei com um medo danado
de te perder, Marisa.
01:27:49
-Mas você mal me encontrou.
-Então, por isso mesmo.
01:27:52
Quando a gente sabe o que quer,
deve ir buscar.
01:27:58
Sabe, Marisa,
eu não vou mentir pra você, não.
01:28:02
É bom mesmo.
01:28:06
Eu sou nova ainda...
01:28:09
mas eu tenho um filho pra criar.
01:28:12
-Eu não tô pra brincadeira.
-Não, mas nem eu.
01:28:16
Sabe, você é uma mulher linda.
01:28:22
Pra falar a verdade,
eu nunca fiquei tão perto...
01:28:24
de uma mulher tão linda
que nem você.
01:28:27
E nervosa!
01:28:32
Mas eu gosto de mulher nervosa,
sabe?
01:28:35
Agita a gente.
01:28:42
Cuidado, hein, luis lnácio?
01:28:46
Eu sei...
01:28:49
eu tô me arriscando.
01:28:55
Quem tá se arriscando sou eu.
01:29:15
Agora o discurso do noivo!
01:29:18
Discurso! Discurso! Discurso!
01:29:29
Tá todo mundo aqui hoje...
01:29:33
porque a gente quer
o melhor pra categoria!
01:29:39
Nós estamos aqui hoje é pra mudar!
01:29:42
É pra mudar!
01:29:43
Mas isso não quer dizer...
01:29:46
que a gente tenha que mexer também
no time inteiro.
01:29:50
Porque, justiça seja feita...
01:29:53
o Cláudio aqui presente...
01:29:55
foi quem abriu as portas do sindicato.
01:30:03
Calma, gente!
01:30:06
É pouco, mas é pouco,
é lógico que é pouco!
01:30:09
A gente sabe muito bem.
01:30:11
Aqui a gente sabe que esse sindicato
tá precisando de sangue novo!
01:30:15
E cada um aqui também
já tá com sangue quente!
01:30:18
Tá com sangue pegando fogo!
Eu sei disso!
01:30:21
Tá sentindo que dá pra chegar lá
e chegar lá...
01:30:23
e sentar na mesa com os patrões...
01:30:25
e olhar na cara de cada um deles
que estiver na frente.
01:30:34
lula! lula! lula! lula!
01:30:53
Gente...
01:30:56
é importante que cada um aqui
de vocês saiba...
01:31:01
que trabalhador não é de esquerda...
01:31:05
muito menos de direita.
01:31:08
Antes de qualquer coisa...
01:31:10
a gente tem que garantir o sustento
das nossas familias.
01:31:22
Portanto...
01:31:24
essa diretoria aqui está disposta...
01:31:27
a negociar com cada um dos patrões.
01:31:36
É importante que cada um
de vocês aqui saiba...
01:31:40
que aqui ninguém,
absolutamente ninguém...
01:31:44
é inimigo de patrão.
01:31:46
Afinal de contas, são eles que pagam
os nossos salários, não é?
01:32:33
Meu filho, parabéns!
Deus te ajude, meu filho.
01:32:42
Olhe...
01:32:45
vá devagar com o andor,
que o santo é de barro.
01:32:48
Tu entendeu, hein?
01:32:50
Claro, mãe.
01:32:52
Viu?
01:32:55
Tá muito bom!
Tá muito bom!
01:33:01
Olha aqui, ó!
Vamos encher o copo!
01:33:03
Vamos, vamos!
Hoje, ninguém de copo vazio, hein?
01:33:06
-Ao novo sindicato!
-Ao novo sindicato!
01:33:13
Deixa eu ver esse jornal ai,
deixa eu ver.
01:33:15
''Aprovado em memorável assembleia...
01:33:17
com uma luta de 6 anos
do nosso sindicato''...
01:33:55
Meu filho, acode!
Meu filho, acode!
01:33:58
levaram Ziza, meu filho!
levaram!
01:34:01
Ele foi comprar pão aqui...
e levaram assim...
01:34:05
Faz alguma coisa!
01:34:07
Diz que matam meu filho!
Diz que matam!
01:34:10
Eu vou fazer.
01:34:13
Vai! Vai, vai, vai,
faz alguma coisa!
01:34:25
-luis lnácio é o senhor?
-Sim, sou eu.
01:34:28
Mas o que eu quero é
saber do meu irmão.
01:34:29
Eu sei muito bem
o que o senhor quer.
01:34:40
-Não gosta desse pais?
-Não do jeito que está.
01:34:44
-E o sr. acha que pode fazer melhor?
-Olha, eu sou só um trabalhador.
01:34:47
Trabalhador, é? E presidente
de sindicato lá é trabalhador?
01:34:52
É muita insolência.
01:34:55
Depois, reclamam que isso
não é um pais democrático.
01:34:58
Um comunista está preso.
01:35:00
Ai vem outro comunista, irmão dele,
pedir informação.
01:35:05
É ou não é uma porra
de uma democracia?
01:35:07
Olha, a primeira coisa é que
eu não sou comunista.
01:35:10
A segunda é que a familia
tem todo direito de saber...
01:35:12
o paradeiro do meu irmão José.
01:35:15
Ele... e você... têm muita sorte.
01:35:53
Quase quebraram
meu irmão ao meio.
01:35:58
Ziza não faz mal pra ninguém.
01:36:03
Sabe o que eu me pergunto? O que
eu me pergunto é qual é a lógica?
01:36:08
Porra, ele trabalha desde
os 1 0 anos de idade.
01:36:10
Pra que uma covardia dessas,
me diz?
01:36:13
Mas o que é que você pode fazer?
01:36:15
Eu não sei.
01:36:20
Mas está ficando cada vez mais dificil
separar as coisas.
01:36:25
Daqui a pouco, além de salário...
01:36:28
o pessoal vai querer
liberdade também.
01:36:30
Você vai ver.
01:36:34
Olha que, pra um bando
de sociólogos...
01:36:37
vocês são uns desenhistas
do cacete!
01:36:41
Deixa eu dar uma olhada.
01:36:42
Olha esse aqui, lula.
01:36:47
Ah, não, porra, cês tão malucos!
01:36:49
Fazer campanha salarial dentro
do sindicato é uma coisa.
01:36:51
Agora, convocar o trabalhador
é outra.
01:36:53
lsso aqui é contra a lei, lula!
É uma afronta ao governo!
01:36:55
O Arnaldo tem razão.
01:36:57
Escuta, gente, eu sou representante
dos trabalhadores...
01:37:00
não de quem faz essas leis.
01:37:03
A repressão vai cair de pau
em cima da gente.
01:37:05
lsso vai acabar em cadeia.
01:37:07
Mas e dai?
Cadeia foi feita pra homem!
01:37:13
É importante que todo mundo saiba que
isso aqui não é grêmio recreativo.
01:37:16
A gente dirige
o sindicato dos metalúrgicos.
01:37:31
Vamos lá moçada, vamos lá!
01:37:33
Não tem medo de ir preso, não!
Cadeia foi feita pra homem!
01:37:36
Estamos todos vivendo
as coisas juntas, pô.
01:37:38
Vamos lá, companheiros,
a luta é de todos, hein?
01:37:40
Por um salário mais digno!
01:38:16
-Mas começou onde?
-Nas prensas e nos tornos, meu irmão.
01:38:21
No total são quantos parados?
01:38:23
A fábrica inteira!
Que é o que, meu irmão?
01:38:24
Uns 5 mil metalúrgicos parados!
01:38:27
Hoje não sai nem carrinho
de pedreiro daquela linha.
01:38:32
Olha, mas é importante uma coisa...
01:38:34
a gente tem que saber que nós
metemos a mão num vespeiro!
01:38:38
Todo mundo precisa
ficar ciente disso.
01:38:41
lula?
01:38:48
-Morreu de quê?
-Não sei.
01:38:51
Acho que de tanto beber, né?
01:38:54
Foi enterrado como indigente
lá em Santos.
01:38:58
Faz uns 1 0 dias já.
01:39:04
Tudo bem, tem problema, não.
01:39:10
Não tenho nada do meu pai.
01:39:13
Aliás, até tenho, até tenho, sim.
01:39:17
Porque... a bondade
eu herdei da minha mãe...
01:39:20
mas a maldade foi toda dele.
01:40:05
Aristides morreu.
01:40:13
Deus o tenha, né, meu filho?
01:40:24
A coisa tá feia ai fora, né, meu filho?
01:40:27
Não, ainda não, né, mãe?
Mas pode ficar.
01:40:33
A gente tá indo agora pro
estádio de Vila Euclides.
01:40:36
E quem é que vai jogar lá hoje?
01:40:39
Não, não vai ter jogo, não, mãe.
01:40:42
A gente vai fazer uma assembleia
do sindicato lá.
01:40:45
Vixe, Maria, meu filho...
01:40:49
cê toma cuidado!
01:40:54
A gente tá certo
no que tá fazendo, mãe.
01:40:57
Ai, Jesus.
01:41:04
lula! lula! lula!
lula! lula!
01:41:23
Trabalhador unido
jamais será vencido...
01:41:27
Companheiros...
01:41:29
É importante o seguinte:
01:41:32
Tudo que eu disser
o pessoal aqui da frente...
01:41:34
tem que ir falando
pro pessoal de trás.
01:41:37
Passando pra trás.
01:41:39
Pra que todo mundo que
esteja aqui possa ouvir...
01:41:40
senão não adianta de nada.
01:41:45
A questão é a seguinte...
01:41:47
A questão é a seguinte...
01:41:49
Eles pensam que a gente é burro!
01:41:51
Eles pensam que a gente é burro!
01:41:55
Eles pensam que a gente não lê!
01:41:56
Eles pensam que a gente não lê!
01:41:59
-Que a gente não se informa!
-Que a gente não se informa!
01:42:04
Mas eles estão muito enganados!
01:42:06
Mas eles estão muito enganados!
01:42:09
Eles... não querem dar nada!
01:42:12
Eles não querem dar nada!
01:42:14
-Nada!
-Nada!
01:42:16
Eles querem que a gente trabalhe
mais e mais!
01:42:19
Eles querem que a gente trabalhe
mais e mais!
01:42:23
Eles querem que a gente negocie!
01:42:25
Eles querem que a gente negocie!
01:42:27
E a gente vai negociar!
Mas vai negociar de que forma?
01:42:32
Mas vai negociar de que forma?
01:42:34
De que forma, eu pergunto,
de que forma...
01:42:37
nós vamos negociar, companheiros?
01:42:38
-Parado!
-Parado!
01:42:42
Vamos negociar parado!
01:42:46
Greve! Greve! Greve!
01:42:55
Agora, eu quero pedir para cada um
de vocês que estão aqui...
01:43:00
que levante o braço.
01:43:06
Pra que eles entendam
de uma vez por todas...
01:43:08
a decisão não é do lula,
mas é dos trabalhadores do ABC!
01:43:19
É importante uma outra coisa...
01:43:22
ai fora tem um monte de policia.
01:43:26
Ai fora tem um monte de policia.
01:43:29
Daqui a pouco
nós estamos indo pra casa.
01:43:31
Daqui a pouco
nós estamos indo pra casa.
01:43:33
É importante que ninguém...
01:43:35
absolutamente ninguém,
aceite provocação!
01:43:38
É importante que ninguém...
01:43:41
A gente tem que lembrar que nós
somos trabalhadores e honestos.
01:43:45
Então, agora nós vamos seguir pra
nossas casas, vão com Deus.
01:43:49
Um bom domingo pra todo mundo,
mas não esqueçam...
01:43:51
a gente vai parar, mas vamos parar
unidos, vamos parar juntos!
01:43:57
Juntos!
01:44:32
O sol da liberdade
em raios fúlgidos
01:44:36
Brilhou no céu da pátria
nesse instante
01:44:39
Se o penhor...
01:45:36
Embora tudo transcorresse
na mais perfeita ordem...
01:45:38
ao sair de lá, em passeata,
milhares de trabalhadores...
01:45:41
foram surpreendidos por
violenta repressão policial.
01:45:44
Antes mesmo que pudesse sair
do estádio...
01:45:47
Lula era assediado por jornalistas.
01:45:49
O ministro do Trabalho
declarou que houve...
01:45:50
precipitação por parte do sindicato...
01:45:52
Você esperava que ele declarasse
alguma outra coisa?
01:45:54
Tenho a declarar isso.
01:45:55
O sindicato se posiciona como?
01:45:58
Se posiciona ao lado do trabalhador,
sempre.
01:46:01
O lula! O lula, mãe!
E a senhora não me fala nada?
01:46:11
Eu queria que ele
tinha profissão, né?
01:46:16
Não pensei que fosse ficar falado
desse jeito, não.
01:46:20
Desculpa dizer, mas o governador
não sabe o que diz.
01:46:24
Mãe, toma, a senhora precisa comer,
já não quis almoçar.
01:46:27
Tá, filha, deixa ai.
Deixa ai, deixa ai!!
01:46:31
Esquentou.
01:46:41
-Cadê a mãe?
-Tá lá dentro.
01:46:53
luis!
01:46:58
Venha cá, deixa eu lhe ver.
01:47:04
Te machucaram, foi?
01:47:08
A senhora não tem jeito, né, mãe?
01:47:12
Numa hora dessas...
01:47:15
e ainda preocupada comigo?
01:47:18
-Me leve pra casa.
-Fica calma, mãe...
01:47:23
a senhora precisa descansar,
só vão fazer uns exames.
01:47:27
Não quero.
01:47:30
Olhe, eu só quero...
01:47:34
um enterro decente,
só isso, meu filho.
01:47:38
Dá pra parar com isso, dá?
01:47:41
Vai acontecer, meu filho.
01:47:46
Uma hora vai acontecer...
01:47:51
mas vai ficar tudo bem.
01:47:59
Eu tenho tanto orgulho de tu.
01:48:08
Tu tá com medo, tá?
01:48:13
Medo?
01:48:17
Não sei, não...
01:48:21
Oie, meu filho...
01:48:24
não duvide de tu, não.
01:48:29
Tu já chegou tão longe.
01:48:37
Oie, a gente sempre faz
o que dá pra fazer.
01:48:42
Mesmo quando é pouco,
tu sabe que é pra fazer...
01:48:51
Tu vai lá e faz.
01:48:55
Mas, se não dá...
01:48:58
tu espera, viu?
01:49:02
Tenha paciência.
01:49:07
O mundo lá vem rodando, rodando...
01:49:13
A oportunidade vai parar
bem na tua mão.
01:49:20
É assim que é.
01:49:29
O impasse entre trabalhadores
metalúrgicos do ABC...
01:49:32
e seus patrões tem assumido
proporções cada vez maiores.
01:49:35
Sem acordo, a diretoria sindical
e outros operários...
01:49:38
permanecem acampados nas
dependências do sindicato.
01:49:41
Para garantir a ordem pública,
o governo brasileiro...
01:49:43
enviou forte aparato militar
para sitiar o prédio...
01:49:46
e persuadir os trabalhadores
a voltarem á normalidade.
01:49:50
Já volto, seu Álvaro.
01:50:05
Te conheço, viu, luis lnácio?
01:50:08
Não trouxe só uma muda
de roupa, não.
01:50:10
Ó! Fiz um farnelzinho também.
01:50:13
Estamos lá sofrendo
uma pressão terrivel!
01:50:16
O nosso sindicato cercado
por brucutus!
01:50:19
Vários militares lá tomaram conta
do nosso sindicato!
01:50:22
Novas informações direto de
São Bernardo do Campo.
01:50:24
As exigências do
sindicato dos metalúrgicos...
01:50:26
continuam sendo negadas...
01:50:28
e os trabalhadores não dão mostras
de que irão ceder.
01:50:31
Por isso, a pressão militar aumenta...
01:50:32
e o impasse preocupa cada vez mais
a sociedade brasileira.
01:50:36
Eles estão ai, vão invadir
a qualquer momento, porra!
01:50:38
Atenção, nós temos ordens
de evacuar o edificio!
01:50:41
Gente, olha,
eu sei que é dificil, mas...
01:50:46
Nos vamos ter que parar essa greve!
01:50:49
É hora de ser inteligente!
01:50:53
Que é que a gente vai fazer
se essa greve virar o mês?
01:50:56
Como é que os companheiros
vão pagar as contas?
01:50:59
Mas, se voltar agora, ainda consegue
negociar os dias de greve.
01:51:05
Você é um traira.
01:51:09
Você é um traira!
01:51:12
-Você é um traira!
-Cala a boca, você! Porra!
01:51:14
Calma, gente!
Calma, gente!
01:51:18
Nós temos ordem de
evacuar o edificio!
01:51:21
Atenção, vamos saindo!
01:51:24
Tu sabe o que é pra fazer...
01:51:30
então vai lá e faz.
01:51:35
Mas, se não dá...
01:51:38
tu espera.
01:51:53
Olha o nosso sindicato!
Traidor de merda!
01:51:56
O culpado foi você, lula!
01:52:00
lula traidor!
01:52:04
Sexta feira, vinte e três
de março de 1 97 9.
01:52:08
Lula , o lider dos metalúrgicos...
01:52:11
deixa o sindicato interditado
pelo governo.
01:52:15
Nesse estádio de futebol,
os metalúrgicos...
01:52:17
fizeram as suas assembleias
de até 1 00 mil participantes.
01:52:21
Com a intervenção,
o estádio foi tomado pela policia.
01:52:26
Hoje, usamos as igrejas para
poder fazer nosso movimento...
01:52:31
e nós vamos até o fim. Com Lula ou
sem Lula, todos nós somos um Lula.
01:52:44
Ei, filho...
01:52:48
Tu tem tanta obrigação, né?
01:52:57
A mais importante delas todas...
01:53:03
é não esquecer nunca
de onde é que tu veio.
01:53:11
Visse?
01:53:32
Companheiros!
01:53:35
Essa diretoria aqui...
tá aqui pela classe...
01:53:40
e por vocês.
01:53:43
Mas, já que a classe não parece
satisfeita com as nossas atitudes...
01:53:48
de encerrar a greve...
01:53:52
então, o que nós temos que fazer...
01:53:55
é pôr os cargos á disposição
de vocês...
01:53:59
que são verdadeiramente
os donos deles.
01:54:07
Companheiros, a gente avança junto...
01:54:12
a gente luta junto!
01:54:15
O que essa diretoria percebeu...
01:54:18
é que era um atraso muito grande...
01:54:21
se a gente perdesse tudo
que tinha conquistado...
01:54:26
e agiu de acordo com
esse pensamento.
01:54:30
Agora, se é pra essa
diretoria aqui continuar...
01:54:35
então a gente precisa...
nós precisamos...
01:54:37
de um voto de confiança!
01:54:52
lula! lula! lula!
01:55:05
Trabalhador unido
jamais será vencido!
01:55:13
Domingo, com Lula outra vez
á frente do movimento...
01:55:16
1 5 mil metalúrgicos assistiram missa
na Catedral de São Bernardo.
01:55:21
Cristo, os trabalhadores do ABC
foram obrigados a fazer greve...
01:55:27
para procurar um pequeno aumento
em seus salários.
01:55:33
Eita, que as mulheres
tão trabalhando!
01:55:38
Perai, Perai.
01:55:39
lula, o pessoal da imprensa quer
saber se vai ter greve mesmo?
01:55:42
Mas isso não depende de nós.
01:55:45
Olha, diz o seguinte, se tiver greve...
01:55:47
não vai ser só contra o patrão, não,
vai ser contra o regime também.
01:55:56
Agora, o lula tem dito várias vezes...
01:55:58
que amanhã ou depois, por exemplo,
pode ir todo mundo preso.
01:56:02
E dai, como é que
fica o movimento?
01:56:04
Trabalhadores e trabalhadoras.
01:56:07
Bem sei quantas promessas
já vos foram feitas...
01:56:11
e quantas não puderam ser
concretizadas em fatos e realizações.
01:56:17
Mas não hesitarei em aplicar
as leis existentes...
01:56:21
diante de situações que ameacem...
01:56:23
a tranquilidade da familia brasileira.
01:56:41
luis lnácio?
01:56:43
Abre essa porta!
01:56:45
Fica tranquila.
01:56:47
Não precisa sofrer.
01:56:50
Como diz a minha mãe,
''as coisa vão melhorá''.
01:57:00
Companheiros, ás 6:30 h da manhã...
01:57:05
8 homens foram buscar o lula
na sua casa.
01:57:11
lula está agora...
01:57:14
preso no DOPS, em São Paulo.
01:57:18
E agora, hein, lula?
01:57:20
lsso é covardia!
Covardia dos que estão no poder!
01:57:28
Que é que a gente vai fazer?
01:57:36
lula, lula, lula!
01:57:48
Tiana, estão falando o que dele ai?
01:57:57
Ah, eu sei que coisa boa não é, né?
Mas ninguém me fala nada.
01:58:03
Ah, mãe!
Não é nada disso, não.
01:58:08
Então, por que é que o luis
nem vem mais aqui me ver?
01:58:14
O lula tá viajando, mãe,
já disse pra senhora...
01:58:18
coisa do sindicato.
01:58:32
Dona lindu?
01:58:34
lsso, meu filho.
01:58:41
Dona lindu, chegue pra cá.
01:58:46
Aqui, menino.
01:58:57
Eu só sei de uma coisa, gente.
01:58:59
Quem tá lá fora não pode esquecer
nem um segundo...
01:59:02
de que a gente tá preso aqui dentro.
01:59:04
Porra, a gente tem a opinião pública
do nosso lado!
01:59:08
Não podemos esquecer dela
nem um segundo sequer.
01:59:10
Do que é que serve opinião pública
na ditadura, porra?
01:59:13
Serve, sim! Como não serve?
Serve, sim.
01:59:16
Os homens acabaram de
aprovar a lei de anistia.
01:59:18
Por quê?
01:59:21
Serve, serve, sim,
vai servir cada vez mais!
01:59:27
Como é que estão as crianças?
01:59:31
Estão bem.
01:59:34
Minha mãe, está bem?
01:59:37
Está na mesma.
02:00:23
Filho...
02:00:26
vai ficar tudo bem agora, viu?
02:00:30
Eu tô me sentindo tão bem.
02:00:35
Oie, eu nunca me senti
tão bem assim.
02:00:41
As coisa vai melhorá.
02:00:45
Teima! É só teimar!
02:00:55
Você vai, mas volta.
02:01:02
Olha o lula ai.
02:01:37
É isso ai, lula!
02:02:35
Companheiros! Se não soltar o lula,
ninguém vai trabalhar!!
02:03:37
Eu creio num futuro grandioso
para o Brasil.
02:03:42
Porque nossa alegria é maior
do que a nossa dor.
02:03:47
A nossa força é maior
do que a nossa miséria.
02:03:53
A nossa esperança é maior
do que nosso medo.
02:03:58
Eu creio em mulheres e homens...
02:04:01
que, como a minha amada mãe,
Lindu...
02:04:04
nunca se acovardaram
diante da vida.
02:04:09
Pra você, minha mãe,
eu dedico este diploma...
02:04:12
de presidente da República
que acabo de receber.


Filme completo: Lula, o Filho do Brasil. (2 horas e uns minutos, sem legendas)

Usando o add-on do navegador para desativação do Google Analytics este formulário não está funcionando, por isso envie um e-mail!